sexta-feira, 10 de abril de 2015

CONFISSÃO DE PECADOS

Imagino que o difícil não é confessar e sim aceitar o julgamento, pois por mas arrependimento que possamos mostrar, sempre estaremos em evidência. Penso que por mas sincero que sejamos em um momento que coisas adversas à nossa vida cristã acontecem, sempre terá aquele que nos subjulgará e fará com que o pecado confessado (IJo 1.9) se torne o ato condenável, precisamos entender algumas coisas sobre a vontade de Deus para nossas vidas, pois todos darão contas dos seus feitos a DEUS e não aos homens. Perdoa-me Pai (Deus) pelas ofensas a ti e que venha a tua justiça sobre a minha vida, pois Tu és o Dono dela e nela podes tudo, perdoe minhas falhas diante de toda Graça e Misericórdia que tens para comigo, neste momento clamo a ti pela sua Justiça, pois em meu silêncio há dor e descontentamento onde o mesmo não se dá pelas coisas que vem do alto e sim das coisas que pelo mundo e para o mundo sou "obrigado" a fazer, eu sei que posso escolher, e com certeza sempre escolho fazer o certo mas o errado sempre me acompanha e torna-se latente em alguns dos meus atos. Sempre penso e tenho a convicção de que a Paz só vem de Ti, e que mesmo em momentos de angústia o que alimentará a cura de meu ser é sua presença em minha vida, Pai (Deus) por favor que eu perca tudo neste mundo mas que o Senhor me conceda sempre a sua presença em minha vida, me perdoe por crer tão pouco nas atitudes humanas, é que o exclusivismo me assusta e a generalização humana, social e eclesiástica também me causa o mesmo pavor e mediante a isso estou sempre na defensiva com olhos críticos para toda e qualquer forma de verbalização contrária a sua Palavra sei que tenho que entender que tudo foi criado por ti, e que todo acontecimento é por intermédio de seu conhecimento, pois o Senhor é um Deus Oniciente, Onipotente e Onipresente, perdoe-me Pai (Deus) por ainda ser tão humano.‪#‎byminhasreflexõesclaudecir‬